Aqui haverá postagens interessantes sobre vários assuntos, alguns é claro, polêmicos, para provocar debates. Obrigado pela visita, tenha uma agradável leitura! Obs. Desaconselhável para menores de 16 anos, por conter palavras inapropriadas e/ou temas adultos!



WEB

segunda-feira, 8 de maio de 2017

OBRIGADO ZAGO, POR MAIS UM VEXAME!


  



http://zh.clicrbs.com.br/rs/esportes/gauchao/noticia/2017/05/noia-campeao-quem-sao-os-herois-do-titulo-inedito-do-novo-hamburgo-9788147.html


No ano passado eu havia feito a previsão de que o Grêmio seria campeão gaúcho deste ano de 2017. Pois bem, errei em face do Tricolor não ter conseguido chegar à final do campeonato. Contudo, o outro adversário seria, talvez, o próprio Internacional. O Novo Hamburgo superou o Grêmio e chegou à final com méritos. Jamais, em se tratando de Novo Hamburgo, poderíamos imaginar que o Inter fosse perder o campeonato. Mas o que se pode esperar de uma equipe incompetente e de segunda divisão? Sendo sócio de carteirinha, eu afirmo com todas as letras de que, nós, os colorados, não podemos nos queixar muito não, afinal o Inter foi longe demais no gauchão de 2017. Começou enrolado em vençer os primeiros jogos, chegou a ser cogitado a novo rebaixamento, desta vez no Regional. O Grêmio, ao contrário de que todos pensávamos, não soube tirar proveito da situação do Inter e também se complicou. 


  
http://zh.clicrbs.com.br/rs/esportes/gauchao/noticia/2017/05/noia-campeao-quem-sao-os-herois-do-titulo-inedito-do-novo-hamburgo-9788147.html

Verdade é que eu deveria ao invéz de criticar o Inter, elogiar o bravo Novo Hamburgo pela conquista do titulo, mas eu não consigo, não que o Nóia não mereça, não é isso. Mas é que o Inter tem que levar uns cascudos até aprender a jogar como time de ponta, assim como Flamengo, Corinthians etc. A inércia da diretoria colorada no ano passado esta rendendo ainda juros e correções no presente ano, e isso deverá perdurar até o momento que o Inter volte a si, acordando de sua apatia e retorne a pensar como time grande outra vez. Uma das únicas coisas que a diretoria atual fez de razoável, foi a de dar "nova cara" ao Inter, ou seja, quiseram desmanchar a equipe que foi rebaixada em 2016 na Série A, trocando alguns nomes, o que de certo modo estava correto. Pelo menos tentaram. Um dos nomes, além de outros, que nos levaram ao rebaixamento era o Errando. Eu juro que não sabia que ele ainda fazia parte do elenco colorado. Então, o treinador Vago, logo ele, que deve entender tudo de futebol, faz o primeiro jogo da final do gauchão de 2017 contra o Novo Hamburgo em pleno Beira-Rio. 


 
 http://espn.uol.com.br/video/692798_gaucho-gols-de-novo-hamburgo-campeao-1-3-x-1-1-internacional

Era para o Inter ter matado o campeonato ali mesmo. Ganhar e ganhar com folga  era o mínimo que se esperava do Inter. Um placar de 3x1, 2x0, 3x0 não seria pedir muito contra uma equipe como a do Novo Hamburgo. Mas não. O Inter como sempre, e isso ele aprendeu e fazendo PHD em estratégia de dar alegria à torcida adversária no ano passado, resolveu dar uma mãozinha para o Nóia, deixando que o empate fosse o placar a ser festejado. Como diria o robô daquela série antiga Perdidos no Espaço: - Isso não tem registro!! Isso não tem registro!! Daí começa a partida da "grande" decisão para o Nóia e para o Inter, tinhamos a convicção de que seria mais uma tarde para colocar outro troféu na prateleira.  O treinador Vago que até parece esses Ministros do Supremo Tribunal Federal que começam a soltar presos da Operação Lava jato, precisando ganhar a partida, repito, precisando ganhar a partida, vai me colocar na zaga justamente um daqueles jogadores remanescentes que ajudaram a rebaixar o Inter no ano passado, e o que acontece? Todos já sabem. 



https://twitter.com/tiagohalmeida/status/853949792661143553
 

O grande Errando, Senhor da Zaga, cabeceia para o próprio gol fazendo um gol contra estilo centroavante. Aquilo não foi uma tirada de bola, não, tivesse sido, a bola teria raspado por sua cabeça e desviado a rota de Danilo Fernandes e entrado. Mas muito pelo contrário, foi uma cabeceada com gosto, com muita consciência ao próprio gol. Não sei o que se passa na cabeça de certos treinadores. Sinceramente. Precisando ganhar, além de colocar e mal o zagueiro Errando, ainda deixa o Valdívia no banco???? Que história é essa??? Mas o cara deve saber muito de futebol, foi jogador, fez algum curso, não é possível que vá ainda contra a própria torcida não cedendo aos apelos pela entrada de Valdívia. E a Diretoria colorada, por onde anda? Que faz contratações e contratações e o inteligentíssimo Vago coloca o Errando na zaga!!!!??? É como eu sempre digo em minhas postagens. É sobrenatural a incapacidade do Inter. Não é possível que uma equipe chegue em tamanha palhaçada e ninguém faz nada para modificar isso. O Inter faz a alegria da torcida adversária. Sempre mencionei isso aqui. Perder o campeonato para o Nóia me faz lembrar de Kidiaba.


 
 http://forum.outerspace.com.br/index.php?threads/never-forget-mazembe-day.471917/


Atrasos de bola desnecessários, perigosos, penaltis infantis, armação do contra-ataque o adversário e quando tudo isso falha, não há outra solução do que não fazer um golzinho contra. É sempre a mesma história escrita pelos mesmos escritores. E ainda falam de que irão tirar o Inter dessa situação. Sim, eu acredito nisso sim. É claro que devem estar pensando que vão tirar o Inter dessa situação, mas é tirar da Série B e colocar para a Série C, é essa situação que eles querem mudar. Não vejo outra saída. Ou o Inter contrata um treinador de ponta que mande o time atacar os 90 minutos como se a cada partida fosse uma final, ou podemos ir alterando nossas assinaturas de TV a cabo para adaptar à série em que o Inter jogará. Vergonha. É falácia essa história de que em campo são onze contra onze. Na verdade não esta na quantidade de jogadores de ambos os lados, mas sim, na vontade específica de cada um em vencer a partida. É isso que faz a diferença. Então, se numa equipe como a do Inter na qual, dos onze jogadores que estão em campo, um ou dois querem realmente vencer, irá fazer toda a diferença se na equipe adversária TODOS OS ONZE JOGADORES jogam para vencer. Derrota é derrota, mesmo que fosse para o Grêmio, ainda teria sido o aceitável, pois isso é que se esperava. Agora, convenhamos, perder para o Nóia, nos penaltis, não dá para engolir. OBRIGADO ZAGO, POR MAIS UM VEXAME! Até a próxima postagem!